quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Tablet brasileiro projeta vendas de R$ 40 mi no ano

Na esteira da popularidade do iPad, a fabricante brasileira MXT --uma das primeiras empresas nacionais a desenvolver projetos de tablets-- espera vender até R$ 40 milhões em equipamentos destinados ao setor corporativo neste ano.

A companhia, sediada em Minas Gerais, mantém fábrica com capacidade produtiva de até 25 mil tablets por mês e acredita que a demanda de empresas nacionais chegue a 300 mil por ano. 

Os clientes em potencial são órgãos do governo ou empresas que tenham necessidade de um equipamento rastreável capaz de transmitir informações em tempo real. O primeiro contrato, com a Polícia Militar de São Paulo, prevê o fornecimento de 11 mil tablets no ano.
"Dos R$ 100 milhões em faturamento que projetamos para 2011, os tablets já devem representar 40%. É um mercado em expansão", afirma Etiene Guerra, diretor-executivo da empresa. 

O projeto do tablet nacional começou há pouco mais de um ano e meio e não nasceu exatamente como um concorrente para o iPad. O projeto foi adaptado a partir de uma espécie de computador automotivo para gestão de frotas, negócio principal da MXT Holding atualmente. 

Fonte: Folha.com
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes: